22 de março de 2017

A Primeira e a Última Miss Eleitas de Países com Mais de Duas Coroas no Miss Terra

E chegamos a um dos mais novos concursos de beleza: o Miss Terra, que começou sua trajetória em 2001. Desde então, diversos países já elegem suas misses e o Brasil deu sua contribuição duas vezes: em 2004, com Priscila Meirelles, e em 2009, com Larissa Ramos. Acho que já está na hora de elegem mais uma representante brasileira nesse concurso.

20 de março de 2017

Princesa Adormecida - Paula Pimenta

Olá meus queridos amigos e amigas, tudo bem com vocês? Hoje chegou o dia de mais uma resenha para o desafio Fuxicando sobre Chick Lits, do blog Livros e Fuxicos. E dessa vez o livro escolhido foi um da Paula Pimenta. Ler esta autora é a maior diversão, adoro a escrita dela, de muito bom entendimento. E tem mais uma coisa que gosto: os capítulos não são com muitas páginas, o que torna a leitura gratificante. Não gosto muito de livros que tenham muuuuuuitas páginas, torna a leitura massante. Foram poucos os livros que abandonei por causa disso, mas os livros abandonados eu não contabilizo. Esse é o primeiro livro que leio escrito pela Paula Pimenta depois de ler a série Fazendo meu filme.
 

Título: Princesa Adormecida

Autor do livro: Paula Pimenta

Editora: Galera

Nº de páginas: 189

Quando vi a capa do livro, o que mais chamou a minha atenção foi...
Nada em especial.

O livro é sobre...
Uma adolescente que gostaria de viver uma vida normal, mas que era privada por ter sido sequestrada no passado.

Eu escolhi esse livro porque...
Faz parte do desafio Fuxicando sobre Chick Lit.

A leitura foi...
Muito agradável.

O trecho do livro que merece destaque:
“Assim, no momento em que saí do hospital, me senti uma daquelas celebridades que têm cada passo vigiado. Foram tantos flashes e tentativas de entrevistas que, quando meus pais conseguiram entrar comigo no táxi, eu estava tremendo. Eu não sabia que fotógrafos e repórteres podiam ser tão assustadores...” – pág. 140.

“Ele apenas balançou a cabeça e parou bem na minha frente, Ficamos uns segundos só nos olhando. Ainda era difícil acreditar que ele era real. Eu havia passado tantas horas admirando o retrato dele, desejando poder puxá-lo de dentro do telefone para a realidade... E agora ele estava ali. Ao alcance das minhas mãos.” – pág. 183.

A nota que eu dou para o livro:
3 - Gostei bastante
 

Sobre a autora: Paula Pimenta é de Belo Horizonte, Minas Gerais, mas adoraria morar em um reino encantado e viver uma história de princesa! Ela começou sua carreira de escritora em 2001, com o livro de poemas Confissão. É autora das séries Fazendo meu filme e Minha vida fora de série, do livro de crônicas Apaixonada por palavras e participou da antologia O livro das princesas.

Este livro para o desafio:
 

15 de março de 2017

A Primeira e a Última Miss Eleitas de Países com Mais de Duas Coroas no Miss Beleza Internacional




Olá queridos amigos amigos e amigas, como vocês estão? Como nas semanas anteriores, a postagem de hoje é referente as misses que foram eleitas em um longo espaço de tempo, e dessa vez são as eleitas no concurso Miss Beleza Internacional. Tem alguns países que não elegem uma Miss Beleza Internacional há muito tempo, como é o caso da Alemanha, com sua última miss coroada em 1989.

13 de março de 2017

Jane Austen - Biografia

Jane Austen nasceu no dia 16 de dezembro de 1775, em Steventon, Hampshire, Inglaterra e faleceu em 18 de julho de 1817, em Winchester, Inglaterra. O pouco que se sabe da vida de Jane Austen teve um efeito desproporcional na forma com que lemos seus romances, protagonizados por heroínas espirituosas, atraentes e geralmente empobrecidas, premiadas com casamentos felizes e bem sucedidos, apesar de todas as dificuldades. Integrante da numerosa família de um sacerdote, criada à margem da aristocracia rural de Haampshire, a própria Jane nunca se casou e morreu relativamente jovem. Indiscutivelmente, o filme Amor e inocência é apenas uma das mais recentes manifestações do desejo de incluir Austen em seus romances, mas também é um testemunho de permanência de sua obra. Ao dar conselhos para um jovem escritor, Austen sugeriu que "três ou quatro famílias de uma aldeia rural são o ideal para se trabalhar". Essa fórmula está no coração de todos os seus romances, que cuidadosamente examinavam a política social de um pequeno círculo, e particularmente o que cabia às mulheres em uma era em que os costumes de herança patriarcal faziam com que um bom casamento fosse uma forma de sobrevivência. Estruturados, talvez, inevitavelmente, pelas convenções do enredo que acompanha a corte entre os dois personagens, os romances de Jane Austen, apesar de tudo, revelam um dom extraordinário para a sátira e para os comentários sociais penetrantes. Enfatizando  a moral e o comportamento, também demonstram uma tendência irresistível para o cômico e a irreverência. Jane Austen descreveu sua técnica de forma depreciativa para o sobrinho como "um pouquinho de marfim (duas polegadas de largura) que trabalho com um pincel tão fino que produz pouco efeito depois de muito trabalho". Essa atenção meticulosa para o cotidiano, um de seus pontos fortes, também fez com que seus romances tivessem um alcance limitado, um descompasso com as tendências culturais de seu tempo e, aliás, de todo o século XIX. O que Margaret Oliphant definiu como "um belo veio de cinismo feminino" não era o que Twain tinha em mente quando comentou: "Sempre que leio Orgulho e preconceito quero tirá-la da cova e bater seu crânio com a própria mandíbula". No século XX, porém, Jane Austen conquistou a importância cultural que hoje desfruta e se transformou em um ícone da Inglaterra.

Obras:
- Razão e sensibilidade, 1811;
- Orgulho e preconceito, 1813;
- Mansfield Park, 1814;
- Ema, 1815
- Persuasão, 1818 (publicação póstuma);
- A Abadia de Northanger, 1818 (publicação póstuma).

Filme Amor e Inocência (2008), com Anne Hathaway no papel principal como Jane Austen


Fonte: 501 Grandes Escritores, pág. 126/127.
      
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...